A relação do brechó com a sustentabilidade

Atualizado: Set 18

E aí Maravilhosa, no post da semana passada falei um pouco sobre o conjunto de coisas que vem deixando os brechós em destaque, a sua nova era, e entre elas falei que o brechó é uma opção de consumo sustentável, por isso vou esclarecer um pouco essa ideia a vocês, continuando a linha de raciocínio deixada semana passada, certo?


Pois bem, por conta da crescente adesão ao modo de vida sustentável das pessoas em paralelo a um novo meio de consumir, os brechós se tornaram soluções viáveis e eficazes a essas pessoas, que passaram a querer consumir de forma consciente, uma vez que esse consumo é a “atenção do cliente direcionada aos impactos socio-ambientais daquilo que compra” (Consumo consciente – dicionário financeiro), e como os brechós tem uma relação direta com a sustentabilidade, eles vem ganhando cada vez mais espaço e respeito, já que estes negócios são uma espécie de recicladores de mercadorias usadas, que se antes seriam descartadas, agora eles ganham um novo destino, forma (moda upcycling – transformando tecidos descartáveis em novas peças) e dono, poupando a natureza da decomposição do produto e nós da poluição que tal processo geraria.



“Uma vez que o maior desafio da sustentabilidade dentro da moda tem a ver com o escopo muito amplo de áreas que ela toca: agricultura (algodão, linho, etc), pecuária (couro, pele, lã, cashmere), petróleo (polyester e outros sintéticos), floresta (viscose), mineração (metal e pedras), construção (lojas offline), logística de transporte e, ufa!, produção (salubridade e compensação salarial injusta). Já parou pra pensar nisso? Afeta tanto o planeta porque cada peça precisa de recursos da natureza e recursos humanos - e exige muito dos dois” Retirado do blog menos 1 lixo


E analisando de modo geral, é muito bom que o brechó nos ajude a consumir melhor e poluir menos, seja os que empreende por ele, como também para os seus consumidores. Embora, que ainda de maneira lenta as pessoas estão compreendendo que peças de segunda mão, possuem tanto valor como uma nova, ou até mais dependendo da raridade/ qualidade.  Além do que,  mais especificamente falando de roupas agora, a maioria dos problemas podem ser resolvido com uma boa higienização, tinta, linha e agulha, evitando assim um descarte desnecessário, então sim os brechós vem ressignificando histórias e quebrando paradigmas graças a uma melhor escolha de se consumir.


E se tudo que fazemos é uma decisão política maravilhosas, não seria diferente com a nossa maneira de consumir roupa, pois esse é maior modo de exteriorizar valores e  pensamentos, ou seja, a nossa roupa é a mais pura manifestação, é um ato político de quem somos e o que desejamos da sociedade


Por isso, tão importante é escolhermos o que consumimos como de onde consumimos, uma vez que se não nos preocuparmos com isso pagaremos um prejuízo imensurável, que irá atingir todos nos, dito isso acredito muito que está mais que na hora de criarmos novas maneiras de consumir, de se interessar e ouvir aos dados  e as acontecimentos sobre o nosso planeta, pois nossas decisões interfere não só no nosso meio, mas no mundo.


E para fortalecer a ideia de brechó e sustentabilidade, vou deixar mais algumas motivações para que você opte por esse mercado e consequentemente possa cuidar melhor do seu meio, o meio ambiente:

  • Peças de brechós são menos descartáveis: Ainda que estejamos num mundo consumista que nos exige cada vez mais e mais, dificilmente você irá descartar uma peça que adquiriu em um brechó, seja pela sua exclusividade ou qualidade;

  • Menos aterros sanitários:“É possível evitar o consumo de recursos naturais e diminuir a emissão de poluente, comprando produtos usados, já que a indústria da moda é responsável por 3% de emissão de CO2 do mundo. Uma calça jeans gasta em média 3480 litros de água para ser produzida e a produção de algodão é responsável pelo emprego de 1/4 do uso de pesticidas do mundo. Fora que o desperdício na produção de roupas é de, aproximadamente, 15% do material. E ainda não é costume das marcas doar o que desperdiçam para reaproveitamento.” (dado do blog menos 1 lixo);

  • Estilo: É possível andar na moda e ser criativa com pouco dinheiro, através dos brechós;

  • Cidadania: Doar suas roupas usadas para bazares / brechós significa compartilhar com a comunidade e promover reutilização, pois quando essas são encaminhadas para instituições de caridade, elas resultam em belos trabalhos humanitários.

Com isso podemos concluir que consumir em brechós não é uma questão de moda e sim de compromisso com o consumo consciente e uma maneira de representa um alivio, seja para o nosso bolso como para a natureza. E é isso maravilhosas, repense e crie novos hábitos de consumir, pois tudo começa em nos. Para mais dicas e conteúdo, bora lá no Instagram: @soubrumisha.



Brumisha Brechó
Assine nossa newsletter

© 2020 by Brumisha Brecho

Shayane Oliveira - Rua João Carneiro de Campus - Mairinque - SP 18120-000 - brumishamoda@gmail.com

0